Manutenção industrial: 3 cuidados que a sua equipe deve ter

A manutenção industrial tem impacto direto na produtividade do parque fabril. Veja 3 cuidados que precisam ser tomados antes das intervenções.

Como anda a sua gestão de manutenção industrial? De uns tempos para cá, o mercado tem exigido ainda mais da disponibilidade e confiabilidade dos ativos. Portanto, instituir um plano eficiente, ter profissionais capacitados e meios de realizar as rotinas preventivas é essencial para quem quer manter a competitividade.

Acontece que a manutenção industrial engloba uma série de tarefas que vão desde as inspeções de rotinas até o estudo da causa raiz das falhas. Em meio a tantos detalhes, alguns são imprescindíveis para um bom resultado. E é para mostrar a você quais são eles que criamos este artigo. Continue lendo e saiba mais.

Conheça os três tipos de manutenção industrial

Embora muito associada à preventiva, a manutenção industrial se divide em outros tipos. A primeira é a preditiva, que demanda um acompanhamento constante do equipamento em busca de inconformidades. Atualmente, a Indústria 4.0 trouxe uma série de inovações que otimizam esse trabalho, como sensores de vibração e, até mesmo, dispositivos que acompanham o estado do lubrificante e indicam o momento para troca.

Há também a manutenção industrial corretiva. Esta deve ser evitada a todo custo, pois, como o nome sugere, é necessária para o conserto da máquina. Isso significa que ela entrou em colapso e parou de produzir. Esse tipo é sempre mais custoso, uma vez que interrompe a produção e exige investimentos imediatos, como a compra de peças e insumos.

E, claro, não podemos deixar de nos aprofundarmos na preventiva. Normalmente, o fabricante do equipamento traz, no manual de instruções, a periodicidade correta de intervenções. É preciso que essas recomendações sejam respeitadas e o calendário de manutenções seguido à risca.

A manutenção industrial é um assunto complexo e que demanda muita atenção. Até porque ela não acontece apenas nos equipamentos do parque fabril, mas também em instalações elétricas, hidráulicas e de climatização, apenas para citar alguns exemplos.

Manutenção industrial eficiente: o que considerar antes de começar os trabalhos

Não importa se a manutenção industrial é preventiva, preditiva ou corretiva. O fato é que existem alguns cuidados que devem ser aplicados sempre! Confira, abaixo, os principais.

1. Histórico de manutenção

Este é o pontapé inicial de qualquer atividade de manutenção industrial. É preciso que todas as intervenções realizadas na máquina sejam documentadas e compartilhadas com a equipe. Isso porque, com isso em mãos, os profissionais poderão saber o que deve ser priorizado e, também, identificar algum gargalo. Um lubrificante que tem intervalo de troca recomendado a cada 150 horas de operação, caso apresente substituições frequentes em um período menor, indica que uma falha maior pode estar ocorrendo, como um vazamento.

2. Ferramentas adequadas

Mais uma vez, a palavra de ordem aqui é planejamento. Como uma manutenção é diferente da outra, é natural que nem sempre sejam os mesmos instrumentos a serem utilizados. Por isso, ao programar uma parada é necessário que a equipe saiba para qual serviço está sendo deslocada. Chegar até o local e não ter em mãos as ferramentas adequadas traz uma série de percalços, como maior demora para liberar o equipamento ou até mesmo o uso de materiais inadequados que não suprem a necessidade do maquinário.

3. Equipamentos de proteção

A lei Nº 6.514, de 1977, determina que o contratante, no caso a indústria, é obrigada a fornecer os equipamentos de proteção individual (EPIs) gratuitamente. Para a equipe de manutenção industrial, eles são fundamentais, uma vez que ela estará em contato direto com partes delicadas ― e perigosas ― dos equipamentos. Capacetes, luvas de couro, óculos, máscara de proteção e botas apropriadas são os principais exemplos do que não pode faltar aos profissionais de manutenção.

É claro que cada empresa tem a sua realidade e os equipamentos de proteção podem mudar a depender da atividade desempenhada. Por isso, é bom contar com parceiros que garantam a qualidade e possuam um portfólio abrangente. No artigo “Fornecedor de EPIs: o que considerar na hora de buscar um parceiro?”, elencamos 3 fatores que podem guiar a sua procura!

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

ATENDIMENTO

De segunda a sexta das 08:00h - 17:00h
(35) 3281-1162 / 3281-1471
comercial@procipa.com.br
procipa@procipa.com.br

ONDE ESTAMOS

PROCIPA INDUSTRIA & COMERCIO DE E.P.I LTDA ®
CNPJ: 04.431.495/0001-64
Endereço: Rua Coronel Barbosa, 54 - Centro - CEP: 37476-000 - Caixa Postal: 08 - Cristina-MG